Mulheres podem decidir cada vez mais quando terem seus filhos

Nas últimas décadas a participação da mulher na sociedade tem aumentado significativamente. Hoje elas ocupam cargos e carregam títulos que antes eram de exclusividade dos homens, e isso tem acontecido principalmente em função do seu poder de decisão sobre quando ter filhos.

As mulheres já não precisam mais deixar que a natureza decida quando a maternidade chegará em suas vidas. É sobre isso que nós vamos conversar neste artigo, para que você entenda de que forma os avanços e inovações da medicina estão permitindo que as mulheres planejem melhor a hora certa de serem mães. Continue lendo!

A participação da mulher na sociedade

A invenção e desenvolvimento de métodos contraceptivos mudaram expressivamente o rumo da nossa sociedade. Antigamente, a função principal das mulheres era cuidar da casa e dos filhos, sendo que a família muitas vezes acontecia cedo em suas vidas, dificultando a sua participação ativa na sociedade.

Porém, com a possibilidade de adiar a maternidade as mulheres, hoje, conseguem concluir os seus estudos, construir uma carreira e depois pensar na concretização da família. Dessa forma, agora elas representam uma parcela grande de pessoas influentes e profissionais que contribuem de forma direta para o desenvolvimento e progresso.

Mas não podemos negar que o envelhecimento natural do organismo humano traz empecilhos para a gravidez. Após os 35 anos de idade a mulher já começa a sentir dificuldades para engravidar, porque a qualidade dos seus óvulos fica comprometida.

Por isso, muitas delas preferiam abrir mão da carreira para realizarem o desejo de ser mãe, de modo que pudessem aproveitar a idade mais favorável para uma gestação. Porém, isso também já foi superado pelos avanços na medicina, e hoje o poder de decisão da mulher aumentou ainda mais.

A fertilização in vitro e o planejamento familiar

Todos os óvulos de uma mulher já nascem com ela e são liberados ao longo de sua idade fértil conforme amadurecem. Por isso, assim como todas as células do corpo feminino envelhecem, com o passar do tempo os óvulos também têm a sua qualidade comprometida quanto mais idade a mulher tiver.

É por isso que as mulheres mais maduras podem ter dificuldade para engravidar de forma natural. Mas as técnicas de reprodução assistida ajudam a driblar essa característica natural e permitem à mulher um poder de decisão maior ainda na hora de ser mãe.

É possível fazer o congelamento dos seus gametas para que ela garanta células jovens e saudáveis para o momento exato em que optar por uma gestação. Dessa forma pode realizar outros objetivos em sua vida e encontrar o parceiro ideal para construir uma família.

Afinal, seus óvulos estarão preservados e, quando ela se sentir preparada para engravidar, a fertilização deles é feita por meio da técnica in vitro. Assim, ainda que ela tenha passado dos 35 anos de idade poderá desenvolver embriões saudáveis com o suporte das técnicas de reprodução assistida.

Não é preciso mais deixar planos e sonhos de lado ou encarar o desafio da maternidade para aproveitar o pico da fertilidade feminina. Tendo seus óvulos congelados a mulher pode planejar toda a sua vida sem pressa nem a pressão de correr contra o tempo.

Isso lhe permite benefícios em diversos aspectos, afinal, ela consegue construir a sua carreira, estabilizar a sua vida financeira, viver experiências diversas, encontrar o parceiro ideal e então ser mãe no melhor momento da sua vida para isso.

Veja também: Vasectomia- quero ter filhos!

Dessa forma a maternidade vem como um presente e não uma responsabilidade que lhe é imposta. Assim, ela consegue aproveitar melhor esse momento tão especial, estará madura o suficiente para criar e educar o seu filho e isso lhe trará realizações ainda maiores.

É direito de toda mulher decidir quando ter um filho e hoje nem mesmo o relógio biológico pode lhe tirar esse poder de decisão. É dessa forma que ela consegue realizar tudo aquilo que pretende e deseja em sua vida, sem ter que optar entre um sonho ou outro.

Doutor Armindo

CRM 45547

Ginecologista e especialista em reprodução humana

Entre em contato

Doutor Armindo Dias Teixeira

Médico ginecologista formado pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e especialista em medicina reprodutiva e cirurgia minimamente invasiva.

WhatsApp Entre em contato via Whatsapp